Dependencia quimica

Tratamento de Dependência Química

 

Segundo a Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e outras organizações que atuam junto à Dependência Química. Pelo menos 28 milhões de pessoas tem algum familiar que é dependente químico. Pesquisadores estimam que 5,7% dos brasileiros sejam dependentes de drogas como: maconha, cocaína, crack, LSD e ecstacy, além da ingestão compulsiva de bebida alcoólica, índice este que representa mais de 8 milhões de pessoas.

botão fale conosco  botão Preciso de Ajuda  botão Nós Ligamos

 

Não é uma tarefa muito difícil. Reconhecer um dependente químico pelos sintomas que ele apresenta, porém o que é realmente difícil é fazer com que o próprio dependente reconheça que está sofrendo desse mal e que precisa de tratamento.

 

O que é Dependência Química:

 

A Dependência Química é uma condição física e psicológica causada pelo consumo constante de substâncias psicoativas. Devido à constante utilização desses tipos de drogas, o corpo humano torna-se cada vez mais dependente dos mesmos, tendo como consequência sintomas que afetam o sistema nervoso.

Quando o indivíduo deixa de consumir passa à sensação de abstinência. Considerado um dos principais motivos que impedem o abandono das drogas por parte dos dependentes químicos.

A Dependência Química varia conforme o uso e a frequência do consumo de drogas pelo indivíduo. Uma das áreas mais afetadas de um dependente químico é a psicológica. Alterando bruscamente a sua maneira de viver e a sua interação com a sociedade.

Considerada como uma doença crônica, a Dependência Química. É causada pela necessidade psicológica do indivíduo buscar o prazer e evitar sensações desagradáveis, ocasionadas em razão da abstinência.

 

Sintomas

 

O consumo de drogas normalmente segue um padrão que leva o indivíduo muito rapidamente à Dependência Química. Dessa forma, os sintomas apresentados por um dependente químico são facilmente identificados.

Para ser considerado um dependente. O indivíduo não consegue passar muito tempo sem consumir a droga em questão. Tendo como consequência a abstinência, ou seja, a ausência do uso da droga consumida.

A necessidade constante em aumentar a dose da droga que está sendo consumida.  Como uma forma de continuar fazendo o efeito esperado. Constitui-se num dos principais sinais que podem ajudar na identificação do dependente, em conseqüência, esse consumo acarreta sintomas como: indisciplina, irritabilidade, impaciência, desonestidade, descontrole financeiro, intolerância, depressão, frustração, exaustão, auto piedade, venda de objetos pessoais e até pequenos furtos como uma forma de manter o vício.

No contexto dos sintomas apresentados por um dependente químico. Ainda aparece como sinais evidentes o desejo permanente em consumir uma dosagem menor bem como a abstinência.

 

Tratamento para Dependentes Químicos

 

A saúde é o bem mais importante que um indivíduo tem na vida. Desse modo, o processo de recuperação de quaisquer diagnósticos atribuído aos efeitos do abuso de substâncias e o tratamento precisam ser levados muito a sério.

O tratamento para Dependentes Químicos objetiva levar o dependente a encontrar uma maneira de viver. Na qual o mesmo não tenha mais necessidade de voltar ao uso de drogas. Sendo a abstinência o primeiro passo para um tratamento.

Nosso tratamento se inicia com a elaboração de anamneses – diagnóstico inicial – como uma forma de avaliar detalhadamente o quadro do dependente. Essas anamneses são realizadas por todos os profissionais da clínica e são acrescidas pelas informações trazidas pela família para serem consideradas completas. Após a realização desse diagnóstico, começamos então a elaboração de um plano de trabalho individual para cada residente. Pois cada indivíduo apresenta uma necessidade diferente, fator de grande relevância e sempre respeitado dentro do nosso tratamento.

No nosso plano de trabalho tratamos possíveis comorbidades. Buscando estabelecer um vínculo de confiança do residente com o terapeuta de referência. Conscientizando-o e fazendo com que o mesmo seja inserido no grupo terapêutico para o trabalho dos 12 passos das irmandades anônimas.

 

Para saber mais, veja esta matéria do site minha vida que fala mais sobre a dependência química, clicando aqui.